ATENÇÃO! 2a. EDIÇÃO DO LIVRO BASE DISPONÍVEL! NA LOJA VIRTUAL DA FEDF - clique na imagem

MEU IDIOMA

ptafarcazh-CNhrenfrdeeliwhiidgaitjakoplruesuk

CADASTRE-SE

SITES RELACIONADOS



ORIENTAÇÃO AOS COORDENADORES
DE CURSO DE FORMAÇÃO BÁSICA EM
ATENDIMENTO FRATERNO - ETAPA I

ESCOLHA DO(A) COORDENADOR(A)
       A escolha do Coordenador do Grupo de Formação geralmente ocorre por decisão da Diretoria da Instituição ou outro órgão da Casa responsável pelo Atendimento Fraterno, após a decisão de implantar o Programa Jornada Fraterna. O trabalho desse Coordenador será organizar o Curso Básico em Atendimento Fraterno no Centro Espírita a partir dos materiais e da orientação que fornecemos e coordenar o seu desenvolvimento. Oferecemos a seguir algumas sugestões ao Coordenador escolhido para a tarefa.

PRIMEIRAS PROVIDÊNCIAS         
      Caro Coordenador,
     Sua primeira tarefa como Coordenador do Curso de Formação Básica em Atendimento Fraterno na sua Instituição será se inteirar de todo o material disponível para o Curso. Para isto, leia a página “Programa Jornada Fraterna”, para conhecer ou recordar-se de como ele se organiza, seus componentes, conteúdos e materiais principais.
    A seguir, inteire-se de todos os documentos constantes da página “Desenvolvimento da Formação – Etapa I” e de seus complementos, certificando-se de compreender também como funcionará na prática a dinâmica do curso, através dos “Roteiros de Estudo” para o estudo individual e do  “Grupo de Formação” para os encontros dos participantes (incluindo as Mensagens Inspiradoras). Leia as páginas correspondentes a esses componentes.
        
PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO DO CURSO
      Conhecedor da dinâmica do Curso, você deverá providenciar as ações previstas no menu “Desenvolvimento da Formação – Etapa I” (incluso neste site). Lembre-se de que poderá imprimir todos os documentos do site, para seu uso particular. Para isto, bastará clicar em "imprimir", no botão existente no canto superior direito de cada página. Através desse mesmo botão, você poderá também enviar os documentos por e-mail, para os participantes do grupo.
Seleção dos Participantes. Elabore um plano e efetue a seleção dos participantes do grupo de Formação, de acordo com as determinações de sua Casa Espírita. Procure seguir também as orientações que lhe fornecemos nos textos sobre o Programa, principalmente sobre os critérios de seleção e número de participantes do Grupo.
Datas e local do desenvolvimento do Conteúdo Programático. Verifique o Plano de Curso fornecido na página “Programação de Estudos e Encontros” e planeje datas de início e desenvolvimento do curso, obtendo a aprovação de quem de direito na sua Casa, para determinar o funcionamento do Grupo em datas e local definidos. Decida se haverá duplicação desse material para os membros do Grupo, lembrando-se de que poderá também se valer do “Calendário Resumido”, se assim ficar decidido, adicionalmente ou em substituição à Programação detalhada. Imprima uma cópia do “Formulário Grupo de Formação”, para o registro do Grupo.
Preparação para o primeiro encontro do Grupo de Formação. Prepare o primeiro encontro, que é definido como o de implantação do Grupo de Formação. O desenvolvimento deste está descrito no “Roteiro de Estudo 1”. De acordo com as instruções ali contidas, você deverá:
•    Verificar se algum companheiro da direção da Casa se dispõe a aceitar convite para comparecimento no primeiro dia, para um breve acolhimento ao trabalho do Grupo.
•    Elaborar um roteiro pessoal dos trabalhos que você deverá conduzir nesse primeiro dia, de acordo com o estudo dos itens do Roteiro de Estudo 1 (constante do site).
•    Verificar, anteriormente ao primeiro encontro, se o local está convenientemente preparado. Dentro do possível, providencie música suave preparatória do ambiente, que deverá estar disponível pelo menos quinze minutos antes da hora do encontro e durante o mesmo. Será conveniente que o Grupo tenha água disponível, sendo solicitado à espiritualidade que a magnetize durante a preparação do campo vibratório.

SOBRE OS MACRO-EFEITOS DO CURSO
      Como Coordenador do Grupo de Formação você deverá ter em mente que a metodologia utilizada no Curso tem por finalidade atingir, além da assimilação dos conteúdos a serem estudados e refletidos, os efeitos formativos que se seguem.
•    Formação de um campo vibratório individual. A preparação anterior para o encontro, seguida do trabalho no Grupo, objetiva uma crescente identificação pessoal de cada membro como um discípulo do Cristo, que atuará como um agente de Sua terapêutica junto aos atendidos, a partir de uma conexão profunda com o Seu campo de Amor e Misericórdia.
•  Formação de um campo vibratório de fraternidade entre os membros do grupo. Através da participação responsável e ativa dos membros do Grupo, do exercício de respeito  de uns para com os outros, da tolerância para com as formas individuais da participação de cada um, de seu conhecimento mútuo e do exercício conjunto de uma atividade espiritual sistemática forma-se um campo de fraternidade que facilitará a conexão com a psicosfera Crística, a partir da qual se tenciona realizar os atendimentos.

DESENVOLVIMENTO DO CURSO
     Como coordenador, você ficará responsável por preparar o ambiente de todas as reuniões, verificar se o ambiente e os materiais necessários estão disponíveis e facilitar as trocas entre os participantes.
Primeiro Encontro. Será de sua responsabilidade conduzir o primeiro encontro, de acordo com as instruções contidas no Roteiro de Estudos 1. Se ainda não foi realizado o registro dos membros do Grupo, a ficha “Formulário Grupo de Formação” deverá ser preenchida durante o encontro.
Encontros subsequentes ao primeiro. Todos os encontros depois do primeiro deverão se desenvolver segundo a dinâmica recomendada na página “Grupos de Formação”. Para isto, você deverá:
•    Realizar a preparação do ambiente físico, estando com o local disponível pelo menos quinze minutos antes do horário de início.
•    Após os cumprimentos dentre os participantes, providenciar para que o encontro se realize em ambiente privativo, de forma a não haver interrupções durante o encontro.
•    De início, estabelecer silêncio e introspecção, conduzindo a preparação do ambiente espiritual, que denominamos de “formação de campo vibratório” (instruções no Roteiro de Estudo 1). A formação do campo vibratório espiritual é elemento essencial do método. Depois de alguns encontros, você poderá convidar algum participante para a condução da atividade.
•    Ter providenciado a “Mensagem Inspiradora” (ou mensagens) a ser lida no dia.
•    Facilitar o processo de trocas e reflexões entre os participantes. Esta facilitação implicará em orientar a participação ativa e equilibrada entre todos os membros, exortando os que estiverem calados à participação e dosando respeitosamente o tempo daqueles que são mais extrovertidos.
•    Solicitar alguém para o fechamento do campo vibratório do encontro através de prece.
•    Lembrar a data do próximo encontro e a necessidade do estudo individual anteriormente a ele.

ASPECTOS DE ORGANIZAÇÃO  
     Para que os objetivos do Curso de Formação sejam atendidos e a dinâmica se desenvolva de forma adequada, do ponto de vista espiritual, será necessário que você, como Coordenador, observe e faça observar alguns pontos que devem caracterizar as relações e os trabalhos de um Grupo em uma Casa Espírita. Para rememorar, são eles:
Exemplos da Coordenação. Você, como Coordenador, deverá fornecer o exemplo de tudo que solicitar dos participantes, cuidando de estar com os trabalhos e materiais preparados no dia e hora marcados, sem atrasos e adiamentos.
Frequência integral. Deverá requerer frequência integral de cada membro aos encontros de Grupo. Este teria sido um compromisso assumido na seleção, com explicitação clara de disponibilidade integral do participante para o tempo e duração dos encontros. O método é sequencial e prevê formação gradativa de compreensões e habilidades. O trabalho realizado nos encontros é presencial e  intransferível, não podendo ser substituído pela participação de outrem.
Entrada e saída do encontro. Os membros deverão estar  presentes dentro do horário estipulado para início e somente se retirar após o fechamento do campo vibratório pelo Grupo. Quando alguém chega atrasado, além do prejuízo pessoal de entrar em um campo sem o mesmo preparo que os outros, fragmenta a energia e prejudica todo o campo de trabalho preparado para o dia. O mesmo se refere à saída antecipada, que provoca perturbação no campo vibratório do Grupo e deixa o retirante com o seu campo pessoal em aberto.
Atividades sociais do Grupo. Eventuais atividades sociais poderão ser realizadas após o fechamento do campo vibratório espiritual.

     Lembre-se de que, no caso de dúvidas, ou avaliações do Programa, você poderá entrar em contato conosco através de mensagem encaminhada ao endereço de e-mail deixado neste site.

     Com certeza, seu trabalho e o de todos membros do Grupo de Formação será abençoado pela Espiritualidade Superior!

CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO Neuza Zapponi de Mello

     Escritora; palestrante; facilita cursos de autotransformação (reforma íntima) e formação de trabalhadores espíritas. Filiações de trabalho: Federação Espírita do Distrito Federal (FEDF) e Comunhão Espírita de Brasília. Profissional por quarenta e sete anos em Psicologia e Educação. Vasta experiência no atendimento a pessoas em sofrimento profundo (perdas, traumas, crises severas, doenças graves). Professora-doutora aposentada da Universidade de Brasília (UnB). Ex-professora da University of Texas (USA).

MULTIPLICADORES DE FORMAÇÃO
Luiz Fernando Marques
Márcia Elise B G Almeida
Moisés Shalon G de Almeida
Rívea F Maia
Ruth Meireles Daia

 FEDF (DAE) – MEMÓRIA 10 ANOS: 2006-2016
FORMAÇÃO DE TRABALHADORES EM ATENDIMENTO FRATERNO
Clique na imagem para ver o arquivo